CBO 7221-15 - Trabalhadores de forjamento de metais - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 7221-15 é o Código Brasileiro da Ocupação de trabalhadores de forjamento de metais que pertence ao grupo dos trabalhadores de conformação de metais e de compósitos, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Trabalhadores de forjamento de metais CBO 7221-15 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 7221-15

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Trabalhadores da transformação de metais e de compósitos.
      • Trabalhadores de conformação de metais e de compósitos.
        • Trabalhadores de forjamento de metais.

Descrição dos cargos da categoria Trabalhadores de forjamento de metais

Os Trabalhadores de forjamento de metais CBO 7221-15 preparam matrizes e a linha de produção para forjar peças metálicas, calibram peças forjadas à frio. Podem reparar peças forjadas.

Condições de trabalho

Trabalhadores de forjamento de metais os profissionais trabalham, principalmente, na indústria metalmecânica, desenvolvem suas atividades em equipe comandada permanentemente por coordenador, supervisor ou líder, em turnos fixos de trabalho. Em indústrias que passaram por reestruturação podem ser designados operadores polivalentes e trabalhar em células de produção. Costumam permanecer em posições desconfortáveis por longos períodos e podem estar expostos a materiais tóxicos, radiação, ruído intenso e altas temperaturas. O seu vínculo de trabalho mais comum é como empregado com carteira assinada.

Exigências do mercado de trabalho

É desejável que o profissional tenha como nível de instrução mínimo o ensino fundamental completo. Para o exercício pleno das atividades requer-se, pelo menos, quatro anos de experiência para o forjador a martelo e o forjador e, entre um e dois anos, para o forjador prensista. Não costuma ser requisitada formação profissional formal, o que indica que essas ocupações podem ser aprendidas na prática, no local de trabalho.

Funções dos Trabalhadores de forjamento de metais CBO 7221-15

Trabalhadores de forjamento de metais devem:

  • preparar a linha de produção;
  • demonstrar competências pessoais;
  • preparar o ferramental fora do equipamento;
  • forjar peças metálicas;
  • calibrar À frio peças forjadas;
  • Atividades dos cargos CBO 7221-15

    Entre as principais atribuições dos Trabalhadores de forjamento de metais CBO 7221-15 estão as de:

    • iniciar processo de produção;
    • aquecer o ferramental previamente;
    • abastecer o forno com matéria prima;
    • obedecer orientações, normas para a realização dos trabalhos;
    • verificar o código da corrida da matéria prima, conforme programação de produção;
    • desenvolver habilidade para realizar movimentos manuais precisos;
    • ajustar alturas do malho da prensa;
    • retirar excessos de metal das peças forjadas;
    • moldar as peças no equipamento até atingir a forma especificada;
    • inspecionar peças calibradas;
    • trabalhar em equipe;
    • buscar o aperfeiçoamento profissional;
    • fixar as chavetas, garras nos equipamentos;
    • fixar no equipamento o conjunto de rebarbação, perfuração e calibração para as peças forjadas;
    • centralizar o ferramental, ajustando as suas partes;
    • aplicar conhecimento teoricos na execução dos trabalhos;
    • retirar ferramental após conclusão de programação ou por desgaste de componentes;
    • calibrar a peça forjada a quente;
    • centralizar no equipamento o ferramental ajustando suas partes;
    • ajustar altura do conjunto de rebarbação, perfuração e calibração para peças forjadas;
    • solicitar manutenção nas prensas;
    • conferir as formas das peças forjadas com gabarito ou instrumentos de medição;
    • aquecer o ferramental;
    • regular parâmetros do forno e da prensa conforme norma ou orientação;
    • conferir medidas do pino extrator da matriz;
    • montar matrizes na prensa;
    • montar ferramental no equipamento;
    • acondicionar peças calibradas em local apropriado;
    • conferir medidas das matrizes conforme especificação do equipamento;
    • inspecionar visualmente as peças forjadas;
    • usar os equipamentos de proteção individual e coletivo;
    • conferir medida das matrizes;
    • realizar os trabalhos conforme os princípios da qualidade total;
    • verificar a temperatura de forjamento;
    • centralizar no equipamento o conjunto de rebarbação, perfuração e calibração para peças forjadas;
    • fixar a matriz no porta-estampo;
    • calibrar a peça forjada;
    • testar equipamentos para verificar os ajustes;
    • aquecer as matrizes previamente;
    • zelar pela limpeza e organização no local de trabalho;
    • acondicionar peças forjadas em local apropriado;
    • ajustar o laminador conforme especificações ou orientações para as peças a serem produzidas;
    • furar a peça forjada;
    • desenvolver habilidade para visualizar detalhes de objetos;
    • solicitar manutenção em fornos, prensas, laminadores e martelos;
    • aplicar o desmoldante para facilitar a extração da peça forjada;
    • laminar a matéria prima metálica;
    • reapertar componentes de fixação;

    Cargos e salários CBO 7221-15 - Trabalhadores de forjamento de metais

    Salário Forjador Prensista

    Forjador Prensista: Brasil

    • 1.678
    • Brasil
    • 1.656 - 3.001
    • 44h
    O profissional no cargo de Forjador Prensista CBO 7221-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.656 e 3.001 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 1.678 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7221-15.
    Salário Operador de Prensa (ferramentaria)

    Operador de Prensa (ferramentaria): Brasil

    • 1.678
    • Brasil
    • 1.656 - 3.001
    • 44h
    O profissional no cargo de Operador de Prensa (ferramentaria) CBO 7221-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.656 e 3.001 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 1.678 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7221-15.
    Salário Forjador Prensista

    Forjador Prensista: São Paulo

    • 429
    • São Paulo
    • 2.094 - 2.198
    • 44h
    O profissional no cargo de Forjador Prensista CBO 7221-15 trabalhando em São Paulo, ganha entre 2.094 e 2.198 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 429 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7221-15.
    Salário Forjador Prensista Manaus

    Forjador Prensista: Manaus, AM

    • 676
    • Manaus, AM
    • 1.392 - 1.898
    • 44h
    O profissional no cargo de Forjador Prensista CBO 7221-15 trabalhando em Manaus - AM, ganha entre 1.392 e 1.898 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 676 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7221-15.