CBO 5173-35 - Guarda portuário - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos vigilantes e guardas de segurança

O profissional no cargo de Guarda portuário CBO 5173-35 promove a vigilância e a segurança do porto organizado Controla a entrada, a permanência, a movimentação e a saída de pessoas e veículos, na área portuária.

Zela pela segurança de imóveis, equipamentos, mercadorias e outros bens, no porto Detém, em flagrante delito, autores de crimes ou contravenções penais Registra a ocorrência de atividades ilícitas, acidentes de trabalho e atividades irregulares.

Cumpre legislação, normas de segurança em portos e normas regulamentadoras de preservação ambiental e de saúde e segurança no trabalho

CBO 5173-35 é o Código Brasileiro da Ocupação de vigilantes e guardas de segurança que pertence ao grupo dos trabalhadores dos serviços, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Guarda portuário, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Vigilantes e guardas de segurança CBO 5173-35 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 5173-35

  • Trabalhadores dos serviços, vendedores do comércio em lojas e mercados.
    • Vigilantes e guardas de segurança.
      • Trabalhadores dos serviços.

O que faz um Guarda portuário

O Guarda portuário CBO 5173-35 exerce o policiamento interno das instalações do porto organizado Patrulha áreas marítimas, tais como fundeio, bacia de evolução, área de manobra e atracação.

Identifica pessoas e entrevista passageiros e tripulação de embarcações.

Controla o acesso e a movimentação de pessoas em áreas restritas Revista e escolta pessoas, quando necessário.

Resgata pessoas acidentadas, presta primeiros socorros e providencia socorros médicos Fiscaliza e zela pela segurança, ordem e fiel guarda dos imóveis, equipamentos, mercadorias e outros bens existentes ou depositados na área portuária, que estão sob a responsabilidade da administração portuária.

Previne incêndios, combate pequenos focos e comunica os maiores às autoridades.

Detém, em flagrante delito, autores de crimes ou contravenções penais e apreende instrumentos e objetos que tiverem relação com o fato, entregando-os à autoridade competente Usa equipamentos com tecnologias de segurança e monitoramento virtual.

Registra e informa à autoridade os sinistros ou as avarias em equipamentos e veículos que ocorreram na área portuária, podendo explicitar as circunstâncias em que aconteceram.

Registra as ocorrências de acidentes de trabalho, de atividades ilícitas e de atividades irregulares, efetuando os levantamentos preliminares e encaminhando-os à autoridade competente Colabora com os órgãos de segurança pública e demais autoridades que atuam na área portuária, para a manutenção da ordem e para a prevenção de ilícitos Troca informações com os órgãos de segurança nas esferas federal, estadual e municipal.

.

Funções do cargo

O funcionário CBO 5173-35 deve

Condições de trabalho dessas profissões

Vigilantes e guardas de segurança são, em geral, assalariados, com carteira assinada, que atuam em estabelecimentos diversos de defesa e segurança e de transporte terrestre, aéreo ou aqüaviário. Podem trabalhar em equipe ou individualmente, com supervisão permanente, em horários diurnos, noturnos, em rodízio de turnos ou escala. Trabalham em grandes alturas, confinados ou em locais subterrâneos. Estão sujeitos a risco de morte e trabalham sob pressão constante, expostos a ruídos, radiação, material tóxico, poeira, fumaça e baixas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 5173-35

O exercício das ocupações requer ensino médio completo, exceto agente de proteção de aeroporto e vigilante que têm como requisito o ensino fundamental. Todas as ocupações requerem formação profissionalizante básica de duzentas a quatrocentas horas. Os vigilantes passam por treinamento obrigatório em escolas especializadas em segurança, onde aprendem a utilizar armas de fogo.

Atividades exercidas por um Guarda portuário CBO 5173-35

Um Guarda portuário (ou sinônimo) deve

Cargos e salários CBO 5173-35 - Vigilantes e guardas de segurança

Salário Guarda Portuário

Guarda Portuário: Brasil

  • 7
  • Brasil
  • 1.471 - 2.482
  • 43h
O profissional no cargo de Guarda Portuário CBO 5173-35 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.471 e 2.482 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 7 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5173-35.
Salário Agente da Guarda Portuária

Agente da Guarda Portuária: Brasil

  • 7
  • Brasil
  • 1.471 - 2.482
  • 43h
O profissional no cargo de Agente da Guarda Portuária CBO 5173-35 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.471 e 2.482 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 7 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5173-35.
Salário Inspetor de Guarda Portuária

Inspetor de Guarda Portuária: Brasil

  • 7
  • Brasil
  • 1.471 - 2.482
  • 43h
O profissional no cargo de Inspetor de Guarda Portuária CBO 5173-35 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.471 e 2.482 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 7 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5173-35.
Salário Rondante de Guarda Portuária

Rondante de Guarda Portuária: Brasil

  • 7
  • Brasil
  • 1.471 - 2.482
  • 43h
O profissional no cargo de Rondante de Guarda Portuária CBO 5173-35 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.471 e 2.482 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 7 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 5173-35.