CBO 3722-05 - Operador de rede de teleprocessamento - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos operadores de rede de teleprocessamento

O profissional no cargo de Operador de rede de teleprocessamento CBO 3722-05 opera sistemas de redes de comunicação de dados, preparando equipamentos e meios de comunicação, atendendo usuários, monitorando sistemas, e realizando serviços e protocolos de comunicação em rede Planeja o trabalho, organizando cronogramas de atividades e consultando planos de contingência.

Atua de modo a garantir a segurança operacional das redes, utilizando ferramentas de segurança cibernética Emite relatórios estatísticos de atendimento ao usuário Cumpre normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental.

CBO 3722-05 é o Código Brasileiro da Ocupação de operadores de rede de teleprocessamento que pertence ao grupo dos técnicos em nivel médio dos serviços culturais, das comunicações e dos desportos, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Operador de rede de teleprocessamento, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Operadores de rede de teleprocessamento CBO 3722-05 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 3722-05

  • Técnicos de nível médio.
    • Operadores de rede de teleprocessamento.
      • Técnicos em nivel médio dos serviços culturais, das comunicações e dos desportos.

O que faz um Operador de rede de teleprocessamento

O Operador de rede de teleprocessamento CBO 3722-05 planeja o trabalho, consultando manuais e documentação básica, organizando cronograma de atividades, consultando e seguindo procedimentos padronizados de transmissão de dados e verificando planos de contingência Organiza material de trabalho.

Rotula mídia digital, conforme regras de identificação, para permitir a rápida localização das informações.

Prepara equipamentos e meios de comunicação de dados, ajustando equipamentos para operação, regulando climatização do ambiente de operações, verificando conectividade entre equipamentos de rede nos bastidores, e testando fontes de alimentação de energia Executa testes de capacidade de transmissão de dados e testes de conexão e comunicação.

Pode testar conexão de novos dispositivos na rede, incluindo dispositivos típicos das tecnologias de comunicação entre máquinas e de Internet das Coisas Controla suprimento de insumos, tais como papel, cartucho de tinta para impressoras, entre outros.

Limpa, em períodos definidos, os equipamentos.

Opera sistemas de redes de comunicação de dados, testando funcionamento dos aplicativos, atuando de acordo com cronograma de atividades, e executando planos de contingência Prioriza operações emergenciais e execução de sistemas críticos da rede de comunicação de dados.

Define fila de transmissão de dados e seus arquivos.

Efetua retransmissões devido a falhas, quando necessário Ordena sequência de impressão ou configura sistemas para ordenamento de sequência de impressão, de acordo com critérios Pode operar sistemas em servidores agrupados em ambientes externos da internet – ambientes denominados “nuvens”, para armazenamento, processamento e visualização de dados.

Realiza o atendimento de usuários de redes de comunicação de dados, recebendo solicitação de suporte técnico, priorizando atendimento ao usuário preferencial, identificando localização do usuário, e diagnosticando ocorrência – por tipo, para prestar o apoio técnico demandado ou encaminhar a solicitação para outros setores Registra ocorrência de problema técnico e orienta o usuário sobre condições que interferem no funcionamento da rede Aciona suporte técnico especializado, quando necessário.

Solicita ou mantém estoque de equipamentos e ferramentas de telecomunicações para instalações e reposição de equipamentos do cliente – CPE-Equipamento nas instalações do cliente (Customer Premises Equipment) -, para instalações de redes de acesso ou redes de “backbone” Monitora sistemas de rede de comunicação de dados, acompanhando desempenho de rede, controlando taxa de transmissão de dados, acompanhando e confirmando transferência de dados e seus arquivos.

Identifica possíveis falhas dos equipamentos de comunicação de dados e monitora funcionamento de geradores e baterias, tendo em vista providenciar a correção de falhas e manter os sistemas de rede funcionando em caso de falta de energia Pode utilizar sistemas de inteligência de máquina, aplicando procedimentos específicos, para solucionar problemas de comunicação de dados de modo rápido e seguro Realiza serviços e protocolos de comunicação em rede, identificando-se – por meio de códigos de acesso, senhas e outras convenções, localizando área de atendimento e transmitindo dados.

Protocola recebimento de arquivos Relaciona-se com órgãos externos ao seu ambiente usual de trabalho e com usuários de comunicação de diferentes áreas Atua de modo a garantir a segurança operacional dos ambientes de rede de comunicação de dados, utilizando ferramentas de segurança cibernética, autorizando acesso de usuários aos sistemas – conforme diretrizes de segurança cibernética – e bloqueando tentativas de acesso não autorizado.

Criptografa arquivos ou dados e os decripta, para manter padrões de comunicação segura Efetua cópias de segurança de dados Emite relatórios estatísticos de atendimento ao usuário.

Segue normas de segurança no trabalho e orientações de ergonomia Faz ginástica laboral Adota procedimentos de gestão ambiental.

Funções do cargo

O funcionário CBO 3722-05 deve monitorar sistemas, preparar equipamentos e meios de comunicação, operar sistemas de comunicação, atender usuários, comunicar-se na rede, demonstrar competências pessoais, cuidar da segurança operacional, efetuar procedimentos de trabalho.

Condições de trabalho dessas profissões

Operadores de rede de teleprocessamento trabalham em empresas de informática e departamentos de informática de empresas de diversos ramos de atividade e em entidades que atuam com populações residentes em áreas remotas. São assalariados, com carteira assinada, pela empresa onde atuam ou empresa terceirizada. Trabalham em equipe, sob supervisão, em ambiente fechado, em diferentes regimes de horário de trabalho diurno, noturno, rodízio de turnos e horários irregulares.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 3722-05

Para o exercício dessas ocupações requer-se formação de nível médio. Para as ocupações de operador de teleprocessamento requer-se, adicionalmente, cursos de especialização de aproximadamente quatrocentas horas-aula.

Atividades exercidas por um Operador de rede de teleprocessamento CBO 3722-05

Um Operador de rede de teleprocessamento (ou sinônimo) deve definir fila de transmissão de mensagens, ajustar equipamentos para operação, testar funcionamento dos aplicativos, manter-se atualizado profissionalmente, priorizar operações emergenciais, relacionar-se com outros órgãos e usuários de comunicação, organizar cronograma de atividades, controlar taxa de transmissão de dados, receber solicitação de suporte técnico, zelar pela segurança no ambiente de trabalho, regular climatização do ambiente, executar cronograma de atividades, manter controle emocional, demonstrar iniciativa, acionar setores competentes para emergências - polícia, bombeiros, sos, salva-mar, salva-aero, cumprir prazos, comprometer-se com o trabalho, priorizar execução de sistemas críticos, participar de ginástica laboral, transmitir mensagens e dados, prestar apoio técnico a rede, avaliar resultados de impressão, priorizar atendimento ao usuário preferencial, emitir relatórios estatísticos de atendimento ao usuário, efetuar retransmissões devido a falhas, consultar plano de contingência, acompanhar transferência de mensagens e arquivos, trabalhar em equipe, acompanhar desempenho da rede, acionar suporte técnico especializado, identificar possíveis falhas do equipamento na transmissão, rotular mídia digital, organizar material de trabalho - fitas, cd, monitorar funcionamento de geradores e baterias em caso de falta de energia, bloquear tentativa de acesso não autorizado, cumprir normas e regulamentos, permitir acesso do usuário ao sistema, identificar localização do usuário, limpar equipamento periodicamente, zelar pela qualidade das informações, demonstrar capacidade de concentração, identificar se na rede por meio de senha, código e prefixo, efetuar cópia de segurança de dados, confirmar transferência de mensagens e arquivos, controlar suprimento de insumos - papel, cartucho de tinta, acompanhar processo de impressão, diagnosticar tipo de ocorrência, protocolar recebimento de mensagens e arquivos, executar testes de conexão e comunicação, testar fontes de alimentação de energia, administrar situações de conflitos, consultar manuais e documentação básica, registrar ocorrências do período de trabalho, agir com ética, localizar área de atendimento, orientar usuário sobre condições operacionais, comerciais e climáticas, calcular a capacidade do tráfego de dados, montar fita ou cartucho no computador central, decriptar arquivos e mensagens, registrar término do atendimento, criptografar arquivos e mensagens, verificar a conectividade entre os equipamentos do bastidor, tomar decisões, verificar resultados de processos e operações, executar plano de contingência, respeitar hierarquia, manter sigilo das informações confidenciais, consultar procedimentos padronizados para transmissão de dados e de rádio-comunicação, executar testes de capacidade de transmissão, registrar ocorrência de problema técnico, ordenar seqüência de impressão, interpretar códigos de comunicação - morse, cw.

Cargos e salários CBO 3722-05 - Operadores de rede de teleprocessamento

Salário Operador de Rede de Teleprocessamento

Operador de Rede de Teleprocessamento: Brasil

  • 11.957
  • Brasil
  • 1.650 - 2.834
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Rede de Teleprocessamento CBO 3722-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.650 e 2.834 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 11.957 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento)

Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento): Brasil

  • 11.957
  • Brasil
  • 1.650 - 2.834
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) CBO 3722-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.650 e 2.834 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 11.957 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Teleprocessamento

Operador de Teleprocessamento: Brasil

  • 11.957
  • Brasil
  • 1.650 - 2.834
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Teleprocessamento CBO 3722-05 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.650 e 2.834 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 11.957 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Rede de Teleprocessamento Rio de Janeiro

Operador de Rede de Teleprocessamento: Rio de Janeiro, RJ

  • 193
  • Rio de Janeiro, RJ
  • 2.181 - 4.072
  • 41h
O profissional no cargo de Operador de Rede de Teleprocessamento CBO 3722-05 trabalhando em Rio de Janeiro - RJ, ganha entre 2.181 e 4.072 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 193 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Rede de Teleprocessamento São Paulo

Operador de Rede de Teleprocessamento: São Paulo, SP

  • 492
  • São Paulo, SP
  • 2.073 - 3.423
  • 39h
O profissional no cargo de Operador de Rede de Teleprocessamento CBO 3722-05 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 2.073 e 3.423 para uma jornada de trabalho média de 39h semanais de acordo com dados salariais de 492 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Rede de Teleprocessamento Fortaleza

Operador de Rede de Teleprocessamento: Fortaleza, CE

  • 159
  • Fortaleza, CE
  • 1.582 - 2.403
  • 42h
O profissional no cargo de Operador de Rede de Teleprocessamento CBO 3722-05 trabalhando em Fortaleza - CE, ganha entre 1.582 e 2.403 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 159 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Rede de Teleprocessamento

Operador de Rede de Teleprocessamento: Paraná

  • 588
  • Paraná
  • 1.741 - 2.664
  • 41h
O profissional no cargo de Operador de Rede de Teleprocessamento CBO 3722-05 trabalhando em Paraná, ganha entre 1.741 e 2.664 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 588 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Rede de Teleprocessamento

Operador de Rede de Teleprocessamento: São Paulo

  • 1.025
  • São Paulo
  • 2.075 - 3.601
  • 41h
O profissional no cargo de Operador de Rede de Teleprocessamento CBO 3722-05 trabalhando em São Paulo, ganha entre 2.075 e 3.601 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 1.025 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento)

Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento): Santa Catarina

  • 906
  • Santa Catarina
  • 1.804 - 2.619
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) CBO 3722-05 trabalhando em Santa Catarina, ganha entre 1.804 e 2.619 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 906 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) São Paulo

Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento): São Paulo, SP

  • 450
  • São Paulo, SP
  • 2.095 - 3.502
  • 40h
O profissional no cargo de Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) CBO 3722-05 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 2.095 e 3.502 para uma jornada de trabalho média de 40h semanais de acordo com dados salariais de 450 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento)

Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento): São Paulo

  • 1.025
  • São Paulo
  • 2.075 - 3.601
  • 41h
O profissional no cargo de Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) CBO 3722-05 trabalhando em São Paulo, ganha entre 2.075 e 3.601 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 1.025 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) Barueri

Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento): Barueri, SP

  • 67
  • Barueri, SP
  • 2.426 - 4.179
  • 41h
O profissional no cargo de Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) CBO 3722-05 trabalhando em Barueri - SP, ganha entre 2.426 e 4.179 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 67 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento)

Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento): Paraná

  • 601
  • Paraná
  • 1.742 - 2.670
  • 41h
O profissional no cargo de Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) CBO 3722-05 trabalhando em Paraná, ganha entre 1.742 e 2.670 para uma jornada de trabalho média de 41h semanais de acordo com dados salariais de 601 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento)

Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento): Minas Gerais

  • 4.124
  • Minas Gerais
  • 1.556 - 2.349
  • 44h
O profissional no cargo de Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) CBO 3722-05 trabalhando em Minas Gerais, ganha entre 1.556 e 2.349 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 4.124 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento)

Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento): Rio de Janeiro

  • 484
  • Rio de Janeiro
  • 1.929 - 3.412
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) CBO 3722-05 trabalhando em Rio de Janeiro, ganha entre 1.929 e 3.412 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 484 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) Fortaleza

Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento): Fortaleza, CE

  • 191
  • Fortaleza, CE
  • 1.543 - 2.241
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) CBO 3722-05 trabalhando em Fortaleza - CE, ganha entre 1.543 e 2.241 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 191 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) Belo Horizonte

Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento): Belo Horizonte, MG

  • 255
  • Belo Horizonte, MG
  • 1.743 - 2.780
  • 42h
O profissional no cargo de Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) CBO 3722-05 trabalhando em Belo Horizonte - MG, ganha entre 1.743 e 2.780 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 255 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.
Salário Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) Brasília

Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento): Brasília, DF

  • 1.446
  • Brasília, DF
  • 1.333 - 1.787
  • 43h
O profissional no cargo de Operador de Sistemas de Informática (teleprocessamento) CBO 3722-05 trabalhando em Brasília - DF, ganha entre 1.333 e 1.787 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 1.446 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3722-05.