CBO 3251-10 - Técnico em laboratório de farmácia - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos técnico em farmácia e em manipulação farmacêutica

O profissional no cargo de Técnico em laboratório de farmácia CBO 3251-10 realiza operações farmacotécnicas, interpretando a ficha de manipulação, preparando componentes e manipulando a formulação, sob supervisão do farmacêutico Realiza conferência da fórmula e testes de controle da qualidade.

Executa dispensação de materiais e produtos vencidos Realiza o controle e a manutenção do estoque de produtos e matérias-primas farmacêuticas Efetua manutenção de rotina do laboratório.

Documenta atividades e procedimentos da manipulação farmacêutica Segue normas e procedimentos técnicos, normas sanitárias, normas de qualidade e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de preservação ambiental

CBO 3251-10 é o Código Brasileiro da Ocupação de técnico em farmácia e em manipulação farmacêutica que pertence ao grupo dos técnicos de nível médio das ciências biológicas, bioquímicas, da saúde, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Técnico em laboratório de farmácia, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Técnico em farmácia e em manipulação farmacêutica CBO 3251-10 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 3251-10

  • Técnicos de nível médio.
    • Técnico em farmácia e em manipulação farmacêutica.
      • Técnicos de nível médio das ciências biológicas, bioquímicas, da saúde.

O que faz um Técnico em laboratório de farmácia

O Técnico em laboratório de farmácia CBO 3251-10 interpreta a ficha de manipulação de produtos farmacêuticos e calcula, separa e pesa os componentes da fórmula Manipula a formulação, realizando as operações de homogeneização, peneiramento, filtração, trituração, emulsificação e solubilização dos componentes da ficha de manipulação.

Faz o encapsulamento de formulações sólidas e o envase de semissólidos e líquidos.

Confere fórmulas, examinando peso e volume, revisando embalagens utilizadas e vistoriando rotulagem das fórmulas Realiza testes de qualidade, examinando características organolépticas, testando a solubilidade das matérias-primas e determinando pH, a densidade e o ponto de fusão dos materiais.

Durante a execução dos testes, controla a temperatura e a umidade do ambiente Realiza a manutenção de rotina do laboratório, higienizando equipamentos e utensílios e encaminhando para descarte o material contaminado.

Solicita manutenção preventiva e corretiva de equipamentos.

Pode recomendar a substituição de equipamentos por novos, dotados de recursos de automação na realização de operações farmacotécnicas Controla estoques, utilizando software para conferir o armazenamento de produtos, matérias-primas e embalagens.

Fraciona matérias-primas.

Solicita reposição de itens do estoque, emitindo ordens de compras Faz a dispensação de materiais e produtos vencidos, seguindo procedimento padrão Documenta as atividades e os procedimentos da manipulação farmacêutica, a emissão de ordens para reposição de itens do estoque, as manutenções de rotina e a dispensação de medicamentos.

Trabalha de acordo com as boas práticas de manipulação e dispensação, utilizando equipamentos de proteção individual (EPI), aplicando técnicas de segurança e higiene pessoal e separando material para descarte, conforme estabelecido em procedimentos operacionais padronizados.

Funções do cargo

O funcionário CBO 3251-10 deve controlar estoques, conferir fórmulas, trabalhar de acordo com as boas práticas de manipulação e dispensação, realizar operações farmacotécnicas, demonstrar competências pessoais, realizar testes de qualidade, documentar atividades e procedimentos, efetuar manutenção de rotina.

Condições de trabalho dessas profissões

Técnico em farmácia e em manipulação farmacêutica atuam no comércio varejista - farmácias de manipulação - e na indústria de fabricação de produtos químicos como assalariados com carteira assinada. Trabalham em equipe, com supervisão permanente. O trabalho é presencial, realizado em ambiente fechado, durante o dia.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 3251-10

Para o exercício dessas ocupações, requer-se ensino médio e curso básico de qualificação profissional com mais de quatrocentas horas- aula. O pleno desempenho das atividades ocorre entre quatro e cinco anos de experiência profissional.

Atividades exercidas por um Técnico em laboratório de farmácia CBO 3251-10

Um Técnico em laboratório de farmácia (ou sinônimo) deve encaminhar para descarte o material contaminado, anotar temperatura e umidade do ar, calibrar equipamentos, interpretar ficha de manipulação, conferir embalagens, vistoriar rotulagem das fórmulas, preparar formulações homeopáticas da ficha de manipulação, evidenciar capacidade de assumir erros, examinar peso médio das cápsulas, sugerir consulta com profissional habilitado, repor matérias-primas e embalagens, dinamizar componentes da ficha de manipulação, documentar o processo da manipulação, solubilizar componentes da ficha de manipulação, pesar componentes da ficha de manipulação, transmitir confiança, medir ph, testar solubilidade das matérias-primas, utilizar equipamento de proteção individual - epi, abastecer recipientes com água purificada, conferir peso e volume das fórmulas, triturar componentes da ficha de manipulação, dar provas de concentração, aferir densidade das matérias-primas, manifestar autodisciplina, verificar quantidade das unidades formuladas, cumprir prazos estabelecidos, higienizar local de trabalho, solicitar manutenção preventiva e corretiva de equipamentos, filtrar componentes da ficha de manipulação, seguir procedimentos operacionais padrões, demonstrar dinamismo, examinar características organolépticas, homogeneizar componentes da ficha de manipulação, rotular fórmulas acabadas, listar manutenções de rotina, dispersar componentes da ficha de manipulação, aplicar técnicas de segurança e higiene pessoal, trabalhar em equipe, registrar entrada e saída de estoques, fracionar matérias-primas, utilizar recursos de informática, tamisar componentes da ficha de manipulação, separar material para descarte, participar de campanhas sanitárias, dar provas de capacidade para cálculos, controlar temperatura de equipamentos e do ambiente, espatular componentes da ficha de manipulação, conferir matérias-primas, manter legibilidade dos rótulos das matérias-primas, separar materiais de trabalho, demonstrar iniciativa, emulsionar componentes da ficha de manipulação, calcular componentes da ficha de manipulação, registrar dados do controle de qualidade, armazenar matérias-primas e embalagens, acondicionar fórmulas acabadas, evidenciar habilidade manual, encapsular componentes da ficha de manipulação, revisar embalagens utilizadas, separar embalagens da ficha de manipulação, trabalhar com segurança, higienizar equipamentos e utensílios de laboratório, medir ponto de fusão.

Cargos e salários CBO 3251-10 - Técnico em farmácia e em manipulação farmacêutica

Salário Técnico em Laboratório de Farmácia

Técnico em Laboratório de Farmácia: Brasil

  • 3.231
  • Brasil
  • 1.971 - 3.580
  • 42h
O profissional no cargo de Técnico em Laboratório de Farmácia CBO 3251-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.971 e 3.580 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 3.231 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3251-10.
Salário Manipulador em Laboratório de Farmácia

Manipulador em Laboratório de Farmácia: Brasil

  • 3.231
  • Brasil
  • 1.971 - 3.580
  • 42h
O profissional no cargo de Manipulador em Laboratório de Farmácia CBO 3251-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.971 e 3.580 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 3.231 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3251-10.
Salário Técnico em Laboratório de Farmácia São Paulo

Técnico em Laboratório de Farmácia: São Paulo, SP

  • 328
  • São Paulo, SP
  • 2.437 - 3.687
  • 43h
O profissional no cargo de Técnico em Laboratório de Farmácia CBO 3251-10 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 2.437 e 3.687 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 328 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3251-10.
Salário Técnico em Laboratório de Farmácia

Técnico em Laboratório de Farmácia: Minas Gerais

  • 347
  • Minas Gerais
  • 1.735 - 2.858
  • 43h
O profissional no cargo de Técnico em Laboratório de Farmácia CBO 3251-10 trabalhando em Minas Gerais, ganha entre 1.735 e 2.858 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 347 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3251-10.
Salário Manipulador em Laboratório de Farmácia Rio de Janeiro

Manipulador em Laboratório de Farmácia: Rio de Janeiro, RJ

  • 159
  • Rio de Janeiro, RJ
  • 1.922 - 3.001
  • 42h
O profissional no cargo de Manipulador em Laboratório de Farmácia CBO 3251-10 trabalhando em Rio de Janeiro - RJ, ganha entre 1.922 e 3.001 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 159 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3251-10.
Salário Manipulador em Laboratório de Farmácia

Manipulador em Laboratório de Farmácia: São Paulo

  • 899
  • São Paulo
  • 2.446 - 3.931
  • 42h
O profissional no cargo de Manipulador em Laboratório de Farmácia CBO 3251-10 trabalhando em São Paulo, ganha entre 2.446 e 3.931 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 899 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3251-10.
Salário Manipulador em Laboratório de Farmácia

Manipulador em Laboratório de Farmácia: Rio de Janeiro

  • 314
  • Rio de Janeiro
  • 1.776 - 2.673
  • 43h
O profissional no cargo de Manipulador em Laboratório de Farmácia CBO 3251-10 trabalhando em Rio de Janeiro, ganha entre 1.776 e 2.673 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 314 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3251-10.
Salário Manipulador em Laboratório de Farmácia São Paulo

Manipulador em Laboratório de Farmácia: São Paulo, SP

  • 328
  • São Paulo, SP
  • 2.437 - 3.687
  • 43h
O profissional no cargo de Manipulador em Laboratório de Farmácia CBO 3251-10 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 2.437 e 3.687 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 328 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 3251-10.