CBO 2627-10 - Músico intérprete instrumentista - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos músicos intérpretes

O profissional no cargo de Músico intérprete instrumentista CBO 2627-10 Toca instrumento, como solista ou em formações musicais, em público ou em estúdios de gravação, de rádio, tv e plataformas digitais, para entretenimento do público e o desenvolvimento da cultura musical Estuda a composição musical e ensaia a peça musical, individualmente ou em grupo.

Interpreta ou modifica a música, aplicando conhecimentos de harmonia, melodia e ritmo em função do estilo e do instrumento Aperfeiçoa-se e atualiza-se em técnicas de execução Pesquisa, no campo musical, estilos, repertórios, tecnologias aplicadas à música, entre outros assuntos, a fim de compreender os processos criativos, históricos e sociais da música instrumental.

Cria propostas de trabalho musical Interage com o público, a equipe musical, a técnica e a artística Cumpre procedimentos, normas técnicas, de direitos autorais, de saúde e segurança no trabalho e de conservação ambiental.

CBO 2627-10 é o Código Brasileiro da Ocupação de músicos intérpretes que pertence ao grupo dos comunicadores, artistas e religiosos, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Músico intérprete instrumentista, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Músicos intérpretes CBO 2627-10 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2627-10

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Músicos intérpretes.
      • Comunicadores, artistas e religiosos.

O que faz um Músico intérprete instrumentista

O Músico intérprete instrumentista CBO 2627-10 estuda a composição musical que vai interpretar, de acordo com a notação musical e seu significado, modulando (transpondo) instrumentos musicais, músicas e outros aspectos relevantes Ensaia a peça musical, individualmente ou em grupo, orientando-se pelas instruções do regente ou pela própria interpretação, para alcançar o desempenho desejado.

Observa marcações, gestos, sinais de ritmo, medida, intensidade, entrada e término transmitidos, dando interpretação pessoal.

Apresenta-se em audiências musicais, observando as condições para a execução e as condições do instrumento, realizando passagem de som, afinando o instrumento, preparando-se estética, física e mentalmente e concentrando-se para a audiência, visando aprimorar a apresentação e adequar-se ao estilo proposto Interpreta ou modifica a música, aplicando conhecimentos de harmonia, melodia e ritmo em função do estilo e do instrumento, mantendo sintonia com os membros do conjunto musical e com as características do evento.

Observa a plateia para adequar-se ao roteiro musical, bem como para fazer improvisações durante as apresentações Toca o instrumento representando, podendo fazer uso de tecnologias para a execução musical.

Aperfeiçoa-se e atualiza-se em técnicas de execução e interpretação, ensaiando e estudando música, estudando repertório e diferentes gêneros musicais, praticando instrumento, a fim de manter e melhorar suas habilidades de interpretação musical instrumental.

Prepara-se física e psicologicamente para a prática musical, apurando percepção musical e observando a atuação de outros instrumentistas Interpreta musicalmente os movimentos dos bailarinos e cantores.

Executa músicas para gravação, identificando as condições para a gravação ao vivo, em estúdio de gravação, de rádio, televisão, salas de concerto, sets de filmagem e em outros locais, ensaiando música para a gravação.

Utiliza várias técnicas e linguagens musicais para execução no estúdio Prepara-se para executar o repertório a ser gravado, seguindo orientação da direção musical, sugerindo alterações na gravação e testando o som Pesquisa, no campo musical, estilos, técnicas de execução, repertórios, linguagens, culturas e tecnologias aplicadas à música, a fim de compreender os processos criativos, históricos, sociais, entre outros, da música instrumental.

Transpõe música para tons alternativos ou para se adequar a estilos ou propósitos individuais do canto Cria propostas de trabalho musical, selecionando repertório de acordo com o evento, elaborando roteiros musicais, experimentando ideias, identificando o público-alvo Pode prestar consultoria na área musical.

Interage com o público, os organizadores de eventos, a equipe musical, a técnica e a artística, visando à construção de sua performance Pode especializar-se em determinado campo musical, como ópera, música popular e outras e ser designado de acordo com a especialização.

Pode tocar instrumento musical e cantar Pode participar de turnês nacionais e internacionais Cumpre procedimentos, normas técnicas, de direitos autorais, de saúde e segurança no trabalho e de conservação ambiental.

.

Funções do cargo

O funcionário CBO 2627-10 deve aperfeiçoar e atualizar as qualidades técnicas de execução e interpretação, demonstrar competências pessoais, executar músicas para gravação, executar música para um público, pesquisar no campo musical, comunicar-se, criar propostas de trabalho musical.

Condições de trabalho dessas profissões

Músicos intérpretes dedicam-se à música erudita e popular e costumam exercer suas atividades organizando-se em grupos sob formato de duos, trios, quartetos, bandas , coros, orquestras e também individualmente, em carreiras solo. Podem combinar essas duas modalidades ou se especializar em uma delas. A maioria trabalha como autônomo para empresas e instituições diversas, públicas ou privadas, apresentando seu trabalho nos mais variados ambientes e para os mais diversos públicos, apenas uma pequena parcela é empregada, geralmente em corpos musicais estáveis, vinculados à esfera pública estadual e municipal ou a universidades. Seus horários de trabalho costumam ser irregulares e, em algumas das suas atividades, alguns profissionais podem permanecer em posições desconfortáveis por longos períodos, trabalhar sob pressão e ruído intenso. Para o exercício da atividade de Músico, deve o profissional ser inscrito na Ordem dos Músicos do Brasil, conforme Lei nº 3. 857/60, artigo 16.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 2627-10

O processo de formação dos músicos e intérpretes é bastante heterogêneo, podendo ocorrer em conservatórios musicais, junto a professores especialistas ou em cursos de nível superior em música, de forma isolada ou cumulativamente. Há, também, profissionais autodidatas, alguns dos quais se especializam no exercício das suas atividades, no mercado de trabalho.

Atividades exercidas por um Músico intérprete instrumentista CBO 2627-10

Um Músico intérprete instrumentista (ou sinônimo) deve preparar-se esteticamente para o espetáculo, executar música para gravar no estúdio, dominar o vocabulário e sinais musicais, ensaiar música, manter-se atualizado sobre os direitos e deveres inerentes a ocupação, observar a platéia para adequar o roteiro musical, experimentar idéias musicais, manter sintonia com os membros do conjunto musical, demonstrar concentração, estudar música, tocar representando, pesquisar culturas musicais, pesquisar tecnologias aplicadas a música, interpretar a obra musical em função do estilo e texto, seguir orientação da direção musical, observar a atuação de outros músicos e cantores, apurar percepção musical, participar da elaboração de políticas culturais, pesquisar linguagens musicais, buscar o domínio do instrumento que executa, estudar língua estrangeira, utilizar tecnologias para execução musical, manter sintonia com as características do evento, ministrar aulas de música, interagir com a equipe musical, participar de atividades de interesse de classe, contribuir para o aprimoramento do conhecimento musical na sociedade, atentar para as condições exigidas para a execução - som, luz, acústica, local, dominar várias técnicas e linguagens musicais para executar no estúdio, atentar para as condições do instrumento/voz, testar o som, prestar consultoria na área musical, interagir com organizadores de eventos, executar música para ser gravada com a presença de público, pesquisar repertórios musicais, discutir questões de salubridade e segurança do trabalho, estar preparado para executar o repertório a ser gravado, acompanhar a legislação sobre o campo musical, selecionar repertório de acordo com evento, desenvolver leitura a primeira vista, interagir com o público, interpretar musicalmente os movimentos dos bailarinos e cantores, concentrar-se para a apresentação, procurar conhecer as características do público alvo, interagir com a equipe técnica, preparar-se física e psicologicamente para a prática musical, estudar diferentes estilos musicais, preparar-se física e mentalmente para a apresentação, elaborar roteiros musicais, praticar instrumento, zelar pela manutenção dos instrumentos, ensaiar música para gravação, pesquisar estilos musicais, sugerir alterações na gravação, realizar passagem de som, trabalhar em equipe, afinar instrumentos, estudar repertório, atualizar-se sobre as possibilidades do mercado de trabalho, saber as condições para a gravação: ao vivo, em estúdio de gravação, de rádio, tv etc..., interagir com a equipe artística, divulgar o trabalho através de serviços especializados ou por conta própria, pesquisar técnicas de execução.

Cargos e salários CBO 2627-10 - Músicos intérpretes

Salário Musico Interprete Instrumentista

Musico Interprete Instrumentista: Brasil

  • 1.112
  • Brasil
  • 2.683 - 6.251
  • 33h
O profissional no cargo de Musico Interprete Instrumentista CBO 2627-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.683 e 6.251 para uma jornada de trabalho média de 33h semanais de acordo com dados salariais de 1.112 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2627-10.
Salário Músico Intérprete Instrumentista Erudito

Músico Intérprete Instrumentista Erudito: Brasil

  • 1.112
  • Brasil
  • 2.683 - 6.251
  • 33h
O profissional no cargo de Músico Intérprete Instrumentista Erudito CBO 2627-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.683 e 6.251 para uma jornada de trabalho média de 33h semanais de acordo com dados salariais de 1.112 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2627-10.
Salário Músico Intérprete Instrumentista Popular

Músico Intérprete Instrumentista Popular: Brasil

  • 1.112
  • Brasil
  • 2.683 - 6.251
  • 33h
O profissional no cargo de Músico Intérprete Instrumentista Popular CBO 2627-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.683 e 6.251 para uma jornada de trabalho média de 33h semanais de acordo com dados salariais de 1.112 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2627-10.