CBO 2341-20 - Professor de computação (no ensino superior) - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos professores de matemática, estatística e informática do ensino superior

O profissional no cargo de Professor de computação (no ensino superior) CBO 2341-20 Exerce atividades didáticas, elaborando plano de ensino, preparando material didático, ministrando aulas na área da ciência da computação e disciplinas afins no ensino superior, na modalidade presencial ou a distância Orienta alunos em pesquisas de iniciação científica e em programas de pós-graduação.

Desenvolve atividades de pesquisa e extensão, formulando, executando e coordenando projetos de pesquisa e divulgando conhecimento científico Coordena atividades acadêmicas e científicas Atualiza seus conhecimentos por meio de literatura científica, participação em congressos, seminários, simpósios, pesquisas experimentais e intercâmbios.

Pode prestar assessoria nas áreas técnica e científica, supervisionar equipes e colaborar em atividades institucionais Cumpre e faz cumprir normas técnicas, regulamentadoras, de saúde e segurança no trabalho e de proteção ao meio ambiente

CBO 2341-20 é o Código Brasileiro da Ocupação de professores de matemática, estatística e informática do ensino superior que pertence ao grupo dos profissionais do ensino, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Professor de computação (no ensino superior), atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Professores de matemática, estatística e informática do ensino superior CBO 2341-20 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2341-20

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Professores de matemática, estatística e informática do ensino superior.
      • Profissionais do ensino.

O que faz um Professor de computação (no ensino superior)

O Professor de computação (no ensino superior) CBO 2341-20 ministra aulas práticas e teóricas na área da ciência da computação e disciplinas afins, na modalidade presencial ou a distância, planejando o ensino, ensinando a utilização de ferramentas específicas (softwares e aplicativos), integrando teoria e prática por meio de projetos, orientando a busca de informações (biblioteca, internet, pesquisa de campo) Mantém registros de frequência de alunos, notas e outros registros necessários.

Prepara aulas teóricas e práticas e recursos didáticos, elaborando plano de ensino, montando e organizando laboratórios de ensino, produzindo textos didáticos, material audiovisual, acervo técnico, exercícios e avaliações, preparando material multimeios.

Disponibiliza informações da disciplina na internet Cria modelos e simulações para representar aplicações da estatística.

Avalia o desempenho acadêmico de alunos Participa de bancas de avaliação de teses, dissertações e monografias.

Participa de comissões de seleção de alunos para monitoria e participação em projetos especiais.

Realiza pesquisas na área da computação, levantando questões a serem investigadas, investigando o estado da arte do tema proposto, elaborando projetos e o referencial teórico-metodológico da pesquisa Desenvolve teorias, testando hipóteses, coletando e analisando dados, montando bancos de dados.

Desenvolve softwares, algoritmos, programas, linguagens, sistemas operacionais e outros.

Utiliza simulação numérica em testes de hipóteses compreensão de fenômenos e validação de modelos Interage com pesquisadores de outros grupos de pesquisa Produz trabalhos acadêmicos de natureza técnica, didática e científica, escrevendo e traduzindo livros e artigos técnicos e científicos, produzindo vídeos científicos, didáticos e institucionais.

Orienta alunos em atividades didáticas, trabalhos de conclusão de curso e pesquisas de iniciação científica Orienta estagiários, mestrandos, doutorandos e alunos de especialização e aperfeiçoamento, estimulando o desenvolvimento do senso crítico, criatividade e empreendedorismo Atua no planejamento e implementação de cursos de graduação, pós-graduação, extensão e especialização, participando da elaboração do projeto pedagógico, planejando disciplinas, definindo o perfil do corpo docente, participando da reestruturação de currículos e disciplinas, revisando periodicamente a grade curricular, propondo novos métodos de ensino.

Participa do processo de avaliação acadêmica e institucional, elabora projetos e relatórios para órgãos governamentais, de fomento e outras organizações Emite parecer para processos de convalidação de disciplinas e diplomas.

Presta assessoria nas áreas acadêmica, técnica e científica, assessorando na elaboração de trabalhos acadêmicos, pesquisas da comunidade, na criação e nas atividades de empresas juniores Assessora na solução de problemas que envolvem a implantação de sistemas computacionais Apoia convênios junto a organizações na incorporação de novas metodologias e tecnologias computacionais e no desenvolvimento de produtos.

Pode emitir pareceres técnicos para fins legais Divulga trabalhos acadêmicos e técnicos, participando de congressos e eventos, ministrando palestras, publicando trabalhos em anais de congressos, revistas, periódicos especializados, livros e artigos em mídia impressa ou digital Pode conceder entrevistas.

Participa de atividades institucionais, dirigindo unidades acadêmicas, institutos, centros e núcleos de pesquisa, chefiando departamento, coordenando ensino e cursos de graduação, programas de pós-graduação, cursos e programas de extensão Supervisiona estágios e promove intercâmbio entre universidades Participa de órgãos colegiados e de comissões.

Pode assessorar órgãos da administração superior da universidade Pode especializar-se na docência de subáreas da ciência da computação Pode atuar somente no ensino, ou em ensino e pesquisa Mantém-se atualizado no seu campo de atividade.

Funções do cargo

O funcionário CBO 2341-20 deve prestar assessoria nas Áreas acadêmica, técnica e científica, realizar pesquisas, demonstrar competências pessoais, orientar alunos, produzir trabalhos acadêmicos - técnicos, didáticos e científicos, lecionar matemática, estatística, computação, colaborar em atividades institucionais, coordenar atividades acadêmico-científicas, avaliar desempenho acadêmico, programas e instituições, planejar e implementar cursos e disciplinas, comunicar-se.

Condições de trabalho dessas profissões

Professores de matemática, estatística e informática do ensino superior trabalham nas áreas da estatística, da computação, da matemática pura e aplicada e da pesquisa operacional, lecionando em faculdades e universidades públicas ou privadas, como estatutários ou assalariados com carteira assinada. Atuam, geralmente, de forma individual e em algumas atividades podem estar sujeitos ao estresse.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 2341-20

O exercício dessas ocupações requer ensino superior completo e títulos de pós-graduação ou especialização na área. É comum o ingresso e a progressão na carreira por intermédio de concursos, principalmente, na área pública. O pleno desempenho das atividades, como professor-titular, geralmente ocorre após cinco anos de experiência.

Atividades exercidas por um Professor de computação (no ensino superior) CBO 2341-20

Um Professor de computação (no ensino superior) (ou sinônimo) deve indicar livros, periódicos, revistas, software, anuários e manuais, escrever artigos de opinião na imprensa, propor novos métodos de ensino, diagnosticar necessidades técnicas de alunos e usuários da matemática, estatistíca e computação, participar de comissões de organização de eventos, atender extra-classe para esclarecimentos complementares, trabalhar em equipe, avaliar o desempenho funcional de seus pares, orientar alunos em atividade de iniciação científica, planejar disciplinas, manter-se atualizado, emitir pareceres técnicos sobre livros e artigos submetidos a publicação, investigar o estado da arte do tema proposto, orientar doutorandos, utilizar simulação numérica em testes de hipóteses, compreensão de fenômenos e validação de modelos, desenvolver software, algoritimos, programas, linguagens, sistemas operacionais e outros, desenvolver hardware: equipamentos e componentes computacionais, assessorar a criação de empresas-júniores, coletar e analisar dados, elaborar cursos de extensão, editar livros e revistas, raciocinar logicamente: abstrair, analisar, sintetizar e concluir, preparar material suporte: didático, laboratório e outros, coordenar cursos de extensão, orientar estágios de pós-doutorado, orientar alunos monitores - graduandos, orientar auxiliares de ensino - graduados, trabalhar interdisciplinarmente, coordenar grupos de trabalho em associações científicas, elaborar o referencial teórico-metodológico da pesquisa, participar de eventos científicos, averiguar adequação de modelos visando a validação, coordenar disciplinas oferecidas simultaneamente a várias turmas, assessorar, científicamente, a organização de eventos, interpretar resultados, implantar laboratórios, escrever resenhas, orientar monografias de conclusão de curso, revisar periodicamente a grade curricular, participar de comissões, idealizar planejamentos estatísticos de experimentos, orientar estágios, disponibilizar on-line artigos, relatórios e software, detectar novas possibilidades de aplicação dos resultados de pesquisa, constituir grupos de pesquisa, motivar o aluno para o aprendizado e para a pesquisa, testar hipóteses, recorrer a exemplos, conteúdos e aplicações de várias áreas do conhecimento, orientar alunos para a criação de novos empreendimentos, emitir parecer para processos de convalidação de disciplinas e diplomas, chefiar departamentos, coordenar a política científica de bibliotecas, projetar laboratórios de ensino, produzir software e hardware, organizar atividades práticas - sala de aula, campo e laboratório, participar de bancas examinadoras de concursos e títulos acadêmicos, coordenar projetos de pesquisa, ensino e extensão, disponibilizar material didático on line, realizar visitas científicas, orientar mestrandos, empreender projetos em negócios, dar concretude aos conceitos abstratos, escrever livros técnicos, científicos e didáticos, representar a categoria em órgãos colegiados, montar bancos de dados, co-orientar alunos em atividades de pesquisa e pós-graduação, gerir projetos de ensino, pesquisa e extensão, traduzir livros e artigos técnicos, didáticos e científicos, coordenar eventos científicos, coordenar a política científica de laboratórios, assessorar as atividades das empresas-júniores, participar da organização de processos de seleção, buscar fontes de financiamento, participar da administração de associações científicas, dar entrevistas a órgãos de imprensa sobre assuntos de sua especialidade, orientar estágios docentes - ped-capes, dirigir unidades acadêmicas, elaborar cursos de especialização, proferir palestras, estabelecer parcerias com organizações da sociedade civil, desenvolver teorias, produzir vídeos científicos, didáticos e institucionais, demonstrar criatividade, reformular suas idéias, elaborar cursos de aperfeiçoamento, elaborar projetos pedagógicos, transferir conhecimento para empresas e outros órgãos, exarar pareceres técnicos para fins legais e outros, dominar sua área de conhecimento, assessorar no desenvolvimento de produtos através de convênios, construir protótipos de modelos e produtos, assessorar instituições de ensino superior na adequação de seus cursos aos parâmetros do mec, buscar e assimilar teorias e novas tecnologias, avaliar projetos e relatórios para órgãos de fomento e outras organizações, criar lista de discussão, produzir relatórios técnicos e de pesquisa, assessorar a elaboração de trabalhos acadêmicos, orientar a vida acadêmica dos alunos, orientar estudantes para competições academicas, preparar aulas e avaliações, escrever artigos técnicos científicos, divulgar na comunidade as atividades de matemática, estatística e computação, assessorar profissionais de diversas áreas, assessorar pesquisas da comunidade, expressar-se com clareza, verbalmente e por escrito, participar da administração de órgãos de classe, demonstrar objetividade, disseminar resultados de pesquisa, avaliar o desempenho do aluno, manifestar empatia, levantar questões a serem investigadas, relacionar teoria a prática, ministrar aulas presencialmente ou a distância, coordenar cursos de graduação, interagir com pesquisadores de outros grupos de pesquisa, avaliar continuamente a qualidade de cursos e disciplinas, divulgar trabalhos em revistas e periódicos, assessorar na solução de problemas que envolvam a implantação de sistemas computacionais, elaborar critérios para admissão de alunos, integrar o corpo editorial de publicações científicas, realizar intercâmbios técnico-científicos, elaborar projetos, implementar laboratórios de ensino, preparar apresentações, demonstrações e exposições, avaliar cursos de ensino superior para órgãos governamentais, utilizar correio eletrônico - e-mail, coordenar cursos de pós-graduação, definir o perfil do corpo docente e discente, produzir textos didáticos.

Cargos e salários CBO 2341-20 - Professores de matemática, estatística e informática do ensino superior

Salário Professor de Computação (No Ensino Superior)

Professor de Computação (No Ensino Superior): Brasil

  • 585
  • Brasil
  • 4.551 - 11.750
  • 24h
O profissional no cargo de Professor de Computação (No Ensino Superior) CBO 2341-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 4.551 e 11.750 para uma jornada de trabalho média de 24h semanais de acordo com dados salariais de 585 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2341-20.
Salário Professor de Informática (no Ensino Superior)

Professor de Informática (no Ensino Superior): Brasil

  • 585
  • Brasil
  • 4.551 - 11.750
  • 24h
O profissional no cargo de Professor de Informática (no Ensino Superior) CBO 2341-20 trabalhando no Brasil, ganha entre 4.551 e 11.750 para uma jornada de trabalho média de 24h semanais de acordo com dados salariais de 585 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2341-20.