CBO 2132-15 - Tecnólogo em processos químicos - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos químicos

O profissional no cargo de Tecnólogo em processos químicos CBO 2132-15 Coordena atividades químicas laboratoriais e de campo dos processos químicos industriais, planejando-as, capacitando a equipe, estabelecendo equipamentos e materiais necessários Supervisiona os procedimentos, a execução de ensaios e a organização dos produtos.

Produz substâncias definindo suas características, acondicionamento e outros parâmetros de produção Pode realizar ensaios e análises químicas, físicas e físico-químicas desenvolvendo metodologias analíticas, selecionando materiais e reagentes Analisa os resultados de ensaio, emitindo laudos e relatórios técnicos.

Monitora o impacto ambiental de substâncias e trata resíduos Identifica a necessidade de ações preventivas e corretivas Negocia com clientes e fornecedores, assessorando-os em questões técnicas.

Cumpre normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho, de combate a incêndio e de preservação ambiental

CBO 2132-15 é o Código Brasileiro da Ocupação de químicos que pertence ao grupo dos profissionais das ciências exatas, físicas e da engenharia, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Tecnólogo em processos químicos, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Químicos CBO 2132-15 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 2132-15

  • Profissionais das ciências e das artes.
    • Químicos.
      • Profissionais das ciências exatas, físicas e da engenharia.

O que faz um Tecnólogo em processos químicos

O Tecnólogo em processos químicos CBO 2132-15 coordena atividades químicas laboratoriais e de campo dos processos químicos industriais, planejando-as, capacitando a equipe, analisando os procedimentos operacionais e as funções dos equipamentos para reduzir o tempo, o custo de processamento e garantir a conformidade do produto Especifica e controla os equipamentos e materiais necessários.

Negocia com clientes e fornecedores, assessorando-os em questões técnicas.

Produz substâncias, especificando as matérias-primas para sua produção Estabelece a composição do produto, concentrando, purificando e secando as substâncias produzidas.

Caracteriza as substâncias, orientando o processo de acondicionamento e estabelecendo o prazo de validade a fim de garantir sua qualidade Supervisiona procedimentos químicos, definindo a metodologia de processos e verificando as condições de uso dos equipamentos para que o produto esteja de acordo com as especificações.

Supervisiona a execução de ensaios, examinando relatórios de produção, verificando as características e procedência das matérias-primas.

Supervisiona a organização dos produtos em lotes Implementa ações preventivas e corretivas.

Realiza ensaios, análises químicas, físicas e físico-químicas selecionando metodologias de análise, materiais e reagentes, e critérios de amostragem.

Coleta, identifica e acondiciona amostras Prepara amostras reduzindo o tamanho das partículas sólidas, homogeneizando-as, solubilizando-as, diluindo-as para que sejam submetidas aos processos químicos Calibra os equipamentos.

Desenvolve metodologias analíticas, pesquisando bibliografia e elaborando procedimentos analíticos e fichas técnicas Avalia a aplicabilidade de métodos Mede parâmetros químicos, físicos e físico-químicos de amostras.

Analisa os resultados de ensaio, tratando e interpretando os dados químicos, comparando os resultados a fim de identificar causas de alterações em resultados Utiliza software para registrar e controlar as atividades desenvolvidas.

Emite pareceres, laudos e relatórios técnicos Monitora o impacto ambiental de substâncias, identificando e medindo resíduos Trata resíduos químicos, físicos, biológicos e radioativos, identificando materiais a serem descartados, reciclados e comercializados.

Monitora o comportamento de substâncias no ambiente e o confinamento de substâncias tóxicas e /ou radioativas Fiscaliza o descarte e acondicionamento de resíduos Descreve ações preventivas e corretivas de impacto ambiental.

Cumpre as normas técnicas e de qualidade e normas regulamentadoras de saúde e de segurança no trabalho, de combate a incêndio e de preservação ambiental.

Funções do cargo

O funcionário CBO 2132-15 deve interpretar dados químicos, desenvolver metodologias analíticas, monitorar impacto ambiental de substâncias, coordenar atividades químicas laboratoriais e industriais, supervisionar procedimentos químicos, realizar ensaios, análises químicas, físicas, físico-químicas, demonstrar competências pessoais, produzir substâncias.

Condições de trabalho dessas profissões

Químicos no setor industrial estão presentes na extração de minérios, petróleo e gás natural, na fabricação de alimentos e bebidas, de produtos químicos, na produção de combustíveis diversos. Também são empregados na agropecuária e no setor de serviços como, por exemplo, na captação, purificação e distribuição de água e na proteção ambiental. A maior oferta de vagas encontra-se na esfera privada, onde o vínculo de trabalho mais freqüente é como empregado com carteira assinada. Além das empresas, estão presentes em instituições de pesquisa e nas universidades. Neste caso, são classificados como pesquisadores ou professores. Costumam desenvolver suas atividades em equipes, analisando e manipulando substâncias em escala piloto e em laboratórios. Eventualmente, em algumas atividades pode ocorrer exposição a materiais tóxicos, radiação, ruído intenso e altas temperaturas.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 2132-15

Para o acesso às ocupações requer-se curso superior em nível de tecnologia ou bacharelado completo, na área de Química e afins, sendo que há titulares que são pós-graduados e/ou especializados. Em média, o exercício pleno das atividades nas ocupações demanda quatro anos de experiência.

Atividades exercidas por um Tecnólogo em processos químicos CBO 2132-15

Um Tecnólogo em processos químicos (ou sinônimo) deve fiscalizar descarte de resíduos, aferir equipamentos, monitorar confinamento de substâncias tóxicas e/ou radioativas, coletar amostras, demonstrar sensibilidade de paladar, acondicionar amostras, coordenar equipe de trabalho, elaborar fichas técnicas, secar substâncias, adicionar substâncias, verificar condições de uso de equipamentos, acondicionar resíduos, supervisionar organização de produtos em lotes, identificar resíduos, caracterizar substâncias e produtos, reduzir o tamanho das partículas sólidas - granulometria, implementar ações preventivas e corretivas, orientar processo de acondicionamento de produtos, administrar conflitos, especificar matérias-primas, mensurar geração de resíduos poluentes, verificar procedência de matéria prima, elaborar procedimentos analíticos, demonstrar raciocínio lógico, demonstrar sensibilidade olfativa, reciclar substâncias, demonstrar criatividade, concentrar substâncias, selecionar metodologias de análise, trabalhar com segurança, examinar relatórios de produção, solubilizar amostras, analisar resultados de ensaio, negociar com clientes e fornecedores, demonstrar capacidade de organização, pesquisar bibliografia, rastrear causas de alterações em resultados, medir parâmetros químicos, físicos e físico-químicos de amostras, assessorar clientes em questões técnicas, monitorar comportamento de substâncias em ambiente, identificar resíduos para comercialização, demonstrar persistência, avaliar aplicabilidade de métodos, selecionar materiais e reagentes de análise, planejar atividades, supervisionar execução de ensaios, estabelecer composição de produto final, demonstrar acuidade visual, separar substâncias, descrever ações preventivas e corretivas de impacto ambiental, especificar equipamentos e materiais necessários, trabalhar em equipe, estabelecer prazo de validade de produtos, tratar resíduos químicos, físicos, biológicos e radioativos, definir metodologia de processos, emitir pareceres, laudos e relatórios técnicos, selecionar critérios de amostragem, comparar resultados, tratar dados, submeter amostras a processos químicos, físicos e físico-químicos, demonstrar sensibilidade tátil, purificar substâncias, controlar entrada e saída de materiais e equipamentos, diluir amostras, demonstrar senso crítico, identificar amostras, homogenizar amostras, calibrar equipamentos, verificar características de matéria-prima, demonstrar capacidade de abstração, capacitar equipe de trabalho, descartar resíduos inertes, demonstrar capacidade de observação.

Cargos e salários CBO 2132-15 - Químicos

Salário Tecnólogo em Processos Químicos Industriais

Tecnólogo em Processos Químicos Industriais: Brasil

  • 288
  • Brasil
  • 3.700 - 8.581
  • 42h
O profissional no cargo de Tecnólogo em Processos Químicos Industriais CBO 2132-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 3.700 e 8.581 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 288 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2132-15.
Salário Tecnólogo em Processos Químicos

Tecnólogo em Processos Químicos: Brasil

  • 288
  • Brasil
  • 3.700 - 8.581
  • 42h
O profissional no cargo de Tecnólogo em Processos Químicos CBO 2132-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 3.700 e 8.581 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 288 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 2132-15.