CBO 7321-10 - Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 7321-10 é o Código Brasileiro da Ocupação de instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados que pertence ao grupo dos instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos e de comunicações, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados CBO 7321-10 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 7321-10

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Trabalhadores da fabricação e instalação eletroeletrônica.
      • Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos e de comunicações.
        • Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados.

Descrição dos cargos da categoria Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados

Os Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados CBO 7321-10 constroem, instalam, ampliam e reparam redes e linhas elétricas, de comunicação e de sistemas fotovoltaicos. Instalam, programam e reparam equipamentos. Para tanto, planejam suas atividades, elaboram relatórios de informações e trabalham cumprindo normas técnicas e de segurança.

Condições de trabalho

Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados algumas atividades podem ser exercidas a céu aberto, em subterrâneos e em grandes alturas. Os trabalhadores podem estar sujeitos à umidade, poluição, variação de temperatura e a riscos decorrentes do trabalho com eletricidade. São empregados por companhias de energia, de telecomunicações, de transporte coletivo e de energia solar. No caso da energia solar a maioria dos profissionais trabalham de forma autônoma.

Exigências do mercado de trabalho

O trabalho é exercido por pessoas com escolaridade mínima de ensino fundamental, acrescida de qualificação profissional. O desempenho completo do exercício profissional ocorre após três ou quatro anos de experiência, sob supervisão permanente de supervisores, técnicos e engenheiros. A experiência para os profissionais que atuam com energia solar é de 1 a 2 anos e trabalham sob supervisão ocasional. Pode-se demandar aprendizagem profissional para Os cargos listados nesta família ocupacional.

Funções dos Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados CBO 7321-10

Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados devem:

  • registrar informações;
  • demonstrar competências pessoais;
  • planejar serviços de instalação, manutenção e ampliação de redes elétricas e de comunicação;
  • instalar equipamentos elétricos e de comunicação;
  • instalar linhas de redes elétricas e de comunicação;
  • construir redes elétricas e de comunicação;
  • realizar manutenção de linhas aéreas e subterrâneas;
  • trabalhar com segurança;
  • Atividades dos cargos CBO 7321-10

    Entre as principais atribuições dos Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados CBO 7321-10 estão as de:

    • instalar dutos para cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados;
    • conectar fios e cabos;
    • substituir equipamento de medição;
    • solucionar problemas;
    • transferir linhas;
    • interpretar projetos;
    • manter equipamentos de segurança em plenas condições de uso;
    • instalar materiais e acessórios;
    • transferir equipamentos;
    • estimar recursos humanos.;
    • aplicar normas de segurança;
    • demonstrar capacidade de concentração;
    • regular tensão do transformador;
    • comunicar-se com clareza e objetividade;
    • reparar equipamentos;
    • instalar chaves para manobras;
    • substituir cabos e fios;
    • demonstrar senso visual e espacial;
    • adequar o trabalho de acordo com as condições climáticas;
    • demonstrar capacidade de adaptar-se a mudanças;
    • demonstrar zelo com o patrimônio da empresa e do cliente;
    • demonstrar autocontrole;
    • ligar cabos em blocos de conexão;
    • definir equipamentos de segurança;
    • abrir terminais;
    • instalar conectores nos terminais;
    • solicitar desligamentos de equipamentos;
    • reestabelecer comunicação para religação do sistema;
    • contornar situações adversas;
    • definir itinerário de visitas;
    • estimar o tempo da manutenção, instalação e ampliação;
    • demonstrar capacidade de atenção;
    • testar medição direta e/ou indireta;
    • analisar condições da área de trabalho;
    • realizar cortes automáticos;
    • orientar pessoas sobre situações de risco da área;
    • instalar quadros de distribuição;
    • detectar defeitos;
    • demonstrar capacidade de organização;
    • realizar manutenção de linha desenergizada;
    • demonstrar capacidade de relacionamento interpessoal;
    • instalar condutores;
    • registrar utilizações e alterações de projetos;
    • registrar material utilizado;
    • participar de descrição de procedimentos;
    • efetuar aterramento temporário obrigatório.;
    • testar equipamentos;
    • realizar comissionamento (registro do funcionamento do sistema fotovoltaico);
    • substituir cruzetas e/ou acessórios;
    • programar atividades conforme ordem de serviço, de trabalho e reparo.;
    • emendar fios e cabos aéreos e subterrâneos;
    • emitir relatório técnico;
    • fazer e desfazer jumpers;
    • enfrentar situações de risco;
    • demonstrar capacidade de cumprir normas e regras;
    • instalar proteção elétrica e metálica;
    • preencher requisição de material;
    • desativar equipamentos;
    • identificar situações de risco;
    • instalar caixas subterrâneas para emendas e passagens;
    • identificar condições inseguras;
    • instalar equipamentos de proteção;
    • identificar tipos de cabos e conexões;
    • utilizar equipamentos de segurança (epi e epc);
    • realizar testes de instalação;
    • analisar condições técnicas do setor de realização da atividade;
    • substituir isoladores;
    • emitir registro de devolução de material;
    • organizar o local de trabalho;
    • instalar válvula e bloqueio de pressão;
    • trabalhar em equipe;
    • compartilhar conhecimentos e informações;
    • registrar informações de atendimentos e reparos;
    • preencher formulário de controle de utilização de veículo;
    • participar de ações de prevenção de acidentes.;
    • refazer terminais;
    • desativar linhas;
    • utilizar equipamentos de detecção de tensão;
    • comunicar-se com as áreas envolvidas com linhas energizadas;
    • fazer fusão de cabos ópticos;
    • definir materiais e ferramentas;
    • equipar postes;
    • demonstrar destreza manual;
    • selecionar equipamentos e ferramentas;
    • redefinir ferramentas específicas em situações adversas;
    • selecionar cabos e fios de acordo com tipo e bitola definidos no projeto;
    • aplicar normas técnicas de instalação;
    • registrar nível de sinal nos locais de instalação;
    • identificar a rede existente no local;

    Cargos e salários CBO 7321-10 - Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados

    Salário Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos)

    Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos): Brasil

    • 9.678
    • Brasil
    • 1.344 - 2.288
    • 44h
    O profissional no cargo de Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos) CBO 7321-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.344 e 2.288 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 9.678 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Ajudante de Cabista

    Ajudante de Cabista: Brasil

    • 9.678
    • Brasil
    • 1.344 - 2.288
    • 44h
    O profissional no cargo de Ajudante de Cabista CBO 7321-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.344 e 2.288 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 9.678 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Cabista

    Cabista: Brasil

    • 9.678
    • Brasil
    • 1.344 - 2.288
    • 44h
    O profissional no cargo de Cabista CBO 7321-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.344 e 2.288 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 9.678 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Emendador de Fios (elétricos e Telefônicos)

    Emendador de Fios (elétricos e Telefônicos): Brasil

    • 9.678
    • Brasil
    • 1.344 - 2.288
    • 44h
    O profissional no cargo de Emendador de Fios (elétricos e Telefônicos) CBO 7321-10 trabalhando no Brasil, ganha entre 1.344 e 2.288 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 9.678 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos) Rio de Janeiro

    Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos): Rio de Janeiro, RJ

    • 712
    • Rio de Janeiro, RJ
    • 1.396 - 2.084
    • 43h
    O profissional no cargo de Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos) CBO 7321-10 trabalhando em Rio de Janeiro - RJ, ganha entre 1.396 e 2.084 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 712 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos) São Luís

    Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos): São Luís, MA

    • 130
    • São Luís, MA
    • 1.804 - 3.150
    • 44h
    O profissional no cargo de Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos) CBO 7321-10 trabalhando em São Luís - MA, ganha entre 1.804 e 3.150 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 130 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos)

    Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos): Rio de Janeiro

    • 1.054
    • Rio de Janeiro
    • 1.39 - 1.459
    • 43h
    O profissional no cargo de Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos) CBO 7321-10 trabalhando em Rio de Janeiro, ganha entre 1.39 e 1.459 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 1.054 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos) Belo Horizonte

    Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos): Belo Horizonte, MG

    • 298
    • Belo Horizonte, MG
    • 1.251 - 1.914
    • 44h
    O profissional no cargo de Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos) CBO 7321-10 trabalhando em Belo Horizonte - MG, ganha entre 1.251 e 1.914 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 298 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos)

    Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos): Pernambuco

    • 445
    • Pernambuco
    • 1.14 - 1.196
    • 42h
    O profissional no cargo de Emendador de Cabos Elétricos e Telefônicos (Aéreos e Subterrâneos) CBO 7321-10 trabalhando em Pernambuco, ganha entre 1.14 e 1.196 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 445 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Ajudante de Cabista Belém

    Ajudante de Cabista: Belém, PA

    • 21
    • Belém, PA
    • 1.411 - 2.275
    • 44h
    O profissional no cargo de Ajudante de Cabista CBO 7321-10 trabalhando em Belém - PA, ganha entre 1.411 e 2.275 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 21 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Ajudante de Cabista São Paulo

    Ajudante de Cabista: São Paulo, SP

    • 732
    • São Paulo, SP
    • 1.514 - 2.320
    • 44h
    O profissional no cargo de Ajudante de Cabista CBO 7321-10 trabalhando em São Paulo - SP, ganha entre 1.514 e 2.320 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 732 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Ajudante de Cabista Porto Alegre

    Ajudante de Cabista: Porto Alegre, RS

    • 136
    • Porto Alegre, RS
    • 1.499 - 2.375
    • 44h
    O profissional no cargo de Ajudante de Cabista CBO 7321-10 trabalhando em Porto Alegre - RS, ganha entre 1.499 e 2.375 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 136 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Ajudante de Cabista

    Ajudante de Cabista: Rio de Janeiro

    • 1.023
    • Rio de Janeiro
    • 1.387 - 1.456
    • 43h
    O profissional no cargo de Ajudante de Cabista CBO 7321-10 trabalhando em Rio de Janeiro, ganha entre 1.387 e 1.456 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 1.023 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Ajudante de Cabista Rio de Janeiro

    Ajudante de Cabista: Rio de Janeiro, RJ

    • 712
    • Rio de Janeiro, RJ
    • 1.396 - 2.084
    • 43h
    O profissional no cargo de Ajudante de Cabista CBO 7321-10 trabalhando em Rio de Janeiro - RJ, ganha entre 1.396 e 2.084 para uma jornada de trabalho média de 43h semanais de acordo com dados salariais de 712 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Ajudante de Cabista Belo Horizonte

    Ajudante de Cabista: Belo Horizonte, MG

    • 298
    • Belo Horizonte, MG
    • 1.251 - 1.914
    • 44h
    O profissional no cargo de Ajudante de Cabista CBO 7321-10 trabalhando em Belo Horizonte - MG, ganha entre 1.251 e 1.914 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 298 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Ajudante de Cabista

    Ajudante de Cabista: Pernambuco

    • 445
    • Pernambuco
    • 1.14 - 1.196
    • 42h
    O profissional no cargo de Ajudante de Cabista CBO 7321-10 trabalhando em Pernambuco, ganha entre 1.14 e 1.196 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 445 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Ajudante de Cabista Salvador

    Ajudante de Cabista: Salvador, BA

    • 209
    • Salvador, BA
    • 1.23 - 1.846
    • 44h
    O profissional no cargo de Ajudante de Cabista CBO 7321-10 trabalhando em Salvador - BA, ganha entre 1.23 e 1.846 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 209 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.
    Salário Ajudante de Cabista

    Ajudante de Cabista: São Paulo

    • 2.606
    • São Paulo
    • 1.486 - 1.560
    • 44h
    O profissional no cargo de Ajudante de Cabista CBO 7321-10 trabalhando em São Paulo, ganha entre 1.486 e 1.560 para uma jornada de trabalho média de 44h semanais de acordo com dados salariais de 2.606 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7321-10.