CBO 7102-25 - Fiscal de pátio de usina de concreto - Descrição do cargo, funções, competências e atividades exercidas pelos supervisores da construção civil

O profissional no cargo de Fiscal de pátio de usina de concreto CBO 7102-25 fiscaliza as atividades relativas à produção em pátio da usina de concreto Organiza plano de trabalho para atender aos pedidos.

Acompanha o processo de dosagem e mistura dos agregados e cimento Organiza escalas de serviço de pessoal e mantém os níveis de estoque nos silos Cumpre normas técnicas e normas regulamentadoras de saúde e segurança no trabalho e de proteção ambiental.

CBO 7102-25 é o Código Brasileiro da Ocupação de supervisores da construção civil que pertence ao grupo dos trabalhadores da indústria extrativa e da construção civil, segundo o Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

Confira funções, descrição do cargo de Fiscal de pátio de usina de concreto, atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário pago para os Supervisores da construção civil CBO 7102-25 em todo Brasil.

Divisões de categorias profissionais do CBO 7102-25

  • Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais.
    • Supervisores da construção civil.
      • Trabalhadores da indústria extrativa e da construção civil.

O que faz um Fiscal de pátio de usina de concreto

O Fiscal de pátio de usina de concreto CBO 7102-25 organiza plano de trabalho para atender aos pedidos recebidos, visando assegurar a entrega no prazo estabelecido pelo cliente Pode utilizar metodologias e ferramentas BIM - Modelagem da Informação da Construção (Building Information Modeling).

Acompanha o processo de dosagem e mistura dos agregados e cimento, conferindo o tipo e verificando a qualidade do concreto que será fornecido a cada cliente.

Certifica-se da exatidão do tipo e da dosagem do concreto em relação ao pedido, para liberar a saída do caminhão betoneira da usina Mantém o controle do volume de agregados e cimento, verificando os níveis de estoque nos silos.

Acompanha a aferição das balanças de cimento e agregados, tendo em vista garantir exatidão de peso, no controle do recebimento e da produção Organiza escalas de serviço de pessoal de acordo com a produção programada, para permitir o fornecimento contínuo e ininterrupto de concreto aos clientes.

Controla o desempenho profissional dos trabalhadores, apontando horas trabalhadas e sugerindo programação de férias e folgas da equipe.

Vistoria o cumprimento das normas administrativas e técnicas.

Funções do cargo

O funcionário CBO 7102-25 deve controlar padrões produtivos, supervisionar trabalhadores em canteiros de obras civis, demonstrar competências pessoais, administrar o cronograma da obra, elaborar documentação técnica em canteiros de obras civis, controlar recursos produtivos da obra.

Condições de trabalho dessas profissões

Supervisores da construção civil atuam na indústria de construção como assalariados com carteira assinada. O trabalho é presencial, realizado em equipe, de terceiros ou próprias, sob supervisão ocasional. Pode ser realizado a céu aberto, em ambiente fechado - mestre (construção civil) e supervisor de usina de concreto - ou em veículos - inspetor de terraplenagem e mestre de linhas (ferrovias). Trabalham sob pressão, o que pode levá-los a situação de estresse, e estão expostos a ruído intenso, poeira e radiação solar. O mestre (construção civil) também fica exposto a materiais tóxicos, assim como realiza algumas atividades em ambiente subterrâneo.

Exigências do mercado de trabalho para o CBO 7102-25

Para o supervisor de pátio de usina de concreto requer-se ensino técnico de nível médio, experiência de três a quatro anos para o pleno desempenho das atividades para o fiscal de pátio de usina de concreto requer-se ensino médio mais qualificação profissional de até quatrocentas horas e o pleno desempenho ocorre após três ou quatro anos. Para o exercício das demais ocupações requer-se ensino fundamental e qualificação profissional básica entre duzentas e quatrocentas horas-aula e experiência de cinco anos ou mais.

Atividades exercidas por um Fiscal de pátio de usina de concreto CBO 7102-25

Um Fiscal de pátio de usina de concreto (ou sinônimo) deve demonstrar iniciativa, raciocinar com rapidez, controlar resíduos e desperdícios, selecionar pessoal de obras civis, controlar o volume da produção, elaborar ficha técnica de produção na construção civil, emitir pareceres técnicos durante a execução da obra, programar suprimento de insumos, determinar padrões de construção, demonstrar autocontrole, analisar relatórios e registros da construção, analisar causas de não conformidade, distribuir atividades de trabalho, programar a manutenção de máquinas e de equipamentos, organizar arranjo físico em função do programa de produção, dimensionar recursos de trabalho para obra, relacionar-se com superiores e subordinados, controlar os insumos para suprir os estoques, interpretar parâmetros de produção, avaliar desempenho profissional, controlar a disponibilidade de máquinas, equipamentos e instrumentos, orientar fluxo e movimentação de materiais, analisar produtos e ordens de serviço, dimensionar equipes de trabalhadores na obra, elaborar requisições de material, monitorar padões de qualidade da construção, assessorar as atividades dos trabalhadores nos canteiros de obra, comunicar-se com eficiência, avaliar índice de produtos não conformes, monitorar o cumprimento das normas de segurança do trabalho, demonstrar senso espacial, definir itens de controle de processo, raciocinar por analogia, sugerir admissões, promoções, transferências e demissões dos trabalhadores nos canteiros de obra, inspecionar execução dos trabalhadores no canteiro de obra, demonstrar auto-organização, negociar metas de produção, elaborar manuais, programar férias e folgas da equipe, demonstrar persuasão, monitorar cumprimento das normas administrativas da empresa, demonstrar dinamismo, elaborar cronogramas de obras, identificar localização de instalação e equipamentos e estruturas construtivas, controlar horas trabalhadas, inspecionar a qualidade de produtos da obra, identificar falhas no trabalho da equipe no canteiro de obras, verificar especificação dos materiais construtivos utilizados nos canteiros de obra, analisar custos de produção, liderar equipe de trabalho, examinar segurança dos locais e equipamentos da obra, implementar ações preventivas e corretivas no processo construtivo, dimensionar a capacidade de produção, identificar necessidades de treinamentos internos e externos a obra, treinar trabalhadores da construção em métodos construtivos e operação de equipamentos, elaborar recursos didáticos, preparar ordens de serviço, dimensionar equipamentos, definir métodos e processos de produção, treinar equipes de trabalho na obra ou externo a obra, demonstrar senso visual, elaborar relatórios, monitorar pontos críticos da produção, analisar viabilidade de produção de um novo produto, analisar instalação e utilização de equipamentos e estruturas construtivas em canteiros de obra, atentar para detalhes, recomendar medidas para melhoria de desempenho e segurança de métodos e equipamentos de trabalho, elaborar planílhas e eslaides para apresentações, orientar equipe de trabalho.

Cargos e salários CBO 7102-25 - Supervisores da construção civil

Salário Fiscal de Pátio de Usina de Concreto

Fiscal de Pátio de Usina de Concreto: Brasil

  • 290
  • Brasil
  • 2.549 - 5.583
  • 42h
O profissional no cargo de Fiscal de Pátio de Usina de Concreto CBO 7102-25 trabalhando no Brasil, ganha entre 2.549 e 5.583 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 290 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 7102-25.