CBO 1225-15 - Diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação - Salário, Piso Salarial, Descrição do Cargo

CBO 1225-15 é o Código Brasileiro da Ocupação de diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação que pertence ao grupo dos diretores de produção e operações, segundo a tabela CBO divulgada pela Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (antigo MTE - Ministério do Trabalho).

Nesta página você pode ver as funções desempenhadas pelo cargo, descrição de atividades principais, atribuições, mercado de trabalho, piso salarial médio, jornada de trabalho, faixa salarial, dados salariais oficiais atualizados para a função, bem como o salário médio pago para os Diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação CBO 1225-15 em todo Brasil ou categorizados por estados e cidades brasileiras.

Divisões de categorias profissionais do CBO 1225-15

  • Membros superiores do poder público, dirigentes de organizações de interesse público e de empresas, gerentes.
    • Dirigentes de empresas e organizações (exceto de interesse público).
      • Diretores de produção e operações.
        • Diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação.

Descrição dos cargos da categoria Diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação

Os Diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação CBO 1225-15 dirigem como representantes dos proprietários, ou acionistas, ou por conta própria, as atividades dos serviços de turismo, de alojamento e de alimentação. Planejam e executam projetos e programas inerentes a atividade turística buscando o desenvovimento sustentável e o fomento do turismo. Para tanto, definem planos, políticas e diretrizes, traçam e executam planos de negócios. Buscam produzir os melhores resultados através de pesquisas e análises de mercado e garantem a qualidade de produtos e serviços oferecidos.

Condições de trabalho

Diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação desenvolvem as atividades em equipe, sob supervisão ocasional, em ambientes fechados e no período diurno. No caso específico de diretores, podem trabalhar sob pressão, ocasionando estresse.

Exigências do mercado de trabalho

As ocupações de diretores são exercidas por pessoas com escolaridade de ensino superior acrescida de programas de treinamento e especialização, correlatos às suas atividades. O pleno exercício das atividades profissionais se dá após cinco anos de experiência. No caso dos turismólogos o mercado de trabalho tem exigido curso superior em nível de bacharelado na área de turismo e/ou hotelaria e no mínimo dois anos de experiência profissional. É desejável o conhecimento de pelo menos um idioma estrangeiro.

Funções dos Diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação CBO 1225-15

Diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação devem:

  • coordenar equipes;
  • executar planos de negócios;
  • analisar mercado;
  • produzir resultados;
  • comunicar-se;
  • definir planos, políticas e diretrizes;
  • garantir qualidade de produtos e serviços;
  • traçar plano operacional;
  • demonstrar competências pessoais;
  • Atividades dos cargos CBO 1225-15

    Entre as principais atribuições dos Diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação CBO 1225-15 estão as de:

    • definir estratégias de vendas;
    • definir políticas de segurança;
    • demonstrar flexibilidade;
    • analisar localidades nacionais e internacionais, do ponto de vista turístico;
    • planejar logística terrestre, aérea e aquaviária;
    • cobrar padronização de produtos e serviços;
    • conceder entrevistas;
    • escolher produtos para veiculação;
    • monitorar indicadores de desempenho;
    • aprovar orçamentos;
    • representar empresa em eventos;
    • alterar produto conforme oscilação de custos e de preço final;
    • elaborar programas turísticos;
    • analisar pesquisa de satisfação do cliente;
    • demonstrar objetividade;
    • realizar visitas de inspeção;
    • prestar contas a superiores;
    • elaborar cronogramas de viagens;
    • avaliar relatórios;
    • comparar condições da concorrência;
    • pesquisar fornecedores;
    • dispensar gerentes e chefes;
    • definir políticas de promoções para gerentes e chefes;
    • analisar pontos turísticos;
    • estabelecer formas de pagamento;
    • definir prioridades;
    • zelar pela imagem da organização;
    • avaliar vendas;
    • visualizar futuro;
    • atender a franqueados e parceiros;
    • estabelecer parcerias;
    • acompanhar concorrência;
    • definir objetivos;
    • participar de feiras nacionais e internacionais;
    • negociar com fornecedores, clientes e parceiros;
    • informar-se da situação da organização;
    • escolher produtos para promoção;
    • zelar pelo funcionamento da organização;
    • autorizar investimento;
    • programar eventos;
    • aprovar alterações de padrão;
    • avaliar comportamento dos resultados;
    • definir indicadores de desempenho;
    • definir políticas de benefícios para colaboradores;
    • contatar fornecedores;
    • monitorar metas;
    • firmar contratos de compras;
    • orientar equipes;
    • fixar metas;
    • ceder vantagens para agências em aliança;
    • acompanhar contratos negociados;
    • controlar reservas;
    • avaliar desempenho de equipes;
    • capacitar equipes;
    • demonstrar proatividade;
    • receber visitantes;
    • selecionar equipes;
    • gerir recursos materiais e financeiros;
    • demonstrar liderança;
    • calcular retorno de investimento;
    • demonstrar agilidade;
    • trabalhar em equipe;
    • demonstrar visão de mercado;
    • demonstrar criatividade;
    • decidir políticas de comissionamento;
    • solicitar pesquisa de satisfação do cliente;
    • demonstrar fluência em outro idioma;
    • avaliar desempenho dos parceiros;
    • tomar decisões;
    • visitar parceiros;
    • controlar divulgação de produtos;
    • estabelecer preços de produtos e serviços;
    • demonstrar poder de convencimento;
    • acompanhar desenvolvimento das viagens;
    • definir estratégias de marketing;
    • demonstrar dinamismo;
    • promover funcionários;
    • gerir custos;
    • aprovar campanhas de marketing;
    • firmar contratos de seguros;
    • implementar parcerias;
    • premiar desempenho de funcionários;
    • corrigir desvios;
    • avaliar margem de lucros;
    • planejar roteiros turísticos;
    • aprovar eventos;
    • elaborar orçamentos;
    • definir políticas de qualidade;
    • demonstrar confiabilidade;
    • escolher formas de divulgação;

    Cargos e salários CBO 1225-15 - Diretores de serviços de turismo, de alojamento e de alimentação

    Salário Diretor de Produção e Operações de Turismo

    Diretor de Produção e Operações de Turismo: Brasil

    • 36
    • Brasil
    • 3.459 - 8.384
    • 42h
    O profissional no cargo de Diretor de Produção e Operações de Turismo CBO 1225-15 trabalhando no Brasil, ganha entre 3.459 e 8.384 para uma jornada de trabalho média de 42h semanais de acordo com dados salariais de 36 colaboradores registrados em regime CLT. Clique e confira a pesquisa salarial completa do cargo CBO 1225-15.